CAP. 32 – SACRIFICIO DE MÃE

 

 

O resgate ficou combinado para o dia seguinte. Quando Fabiano disse que iria até o banco para fazer o empréstimo para pegar os dez mil reais que Samuel passara a exigir, meu pai disse que não era preciso. Disse que a minha chácara, presente de meu pai quando eu  ainda era adolescente, estava intacta e que ele vendera às pressas para levantar o dinheiro do resgate.

Fabiano e eu nos olhamos e eu comecei a chorar de alegria. Abracei meus pais e e ali eu tive a certeza de que a partir daquele momento, eu tinha recuperado a minha família.

Olhando em meus olhos, o meu amor me disse:

- Assim que a Gabi estiver de volta vamos nos casar na igreja, do jeito que você sempre sonhou!

Eu nem podia imaginar que esse sonho ainda levaria um tempo para se concretizar.

No local combinado,  uma casa desabitada na saída da cidade, esperamos Samuel aparecer. A polícia se manteve escondida para não dificultar a entrega da minha filha.  Ele chegou com Gabriela que inocente, vinha sorridente dizendo:

 - Mamãe!!! Olha que ursinho lindo o tio me deu!

Eu corri para abraçar a minha filha, mas quando me voltei para entrar no carro, senti que algo estava em minhas costas e ouvi Samuel dizer:

- Que comovente!!! Mãe e filha vivendo um momento de reencontro!!!

Mas ao ver que a polícia lhe dava voz de prisão, ele revirou os olhos e num impulso me puxou para junto dele e disse:

- Eu disse que não queria polícia! Agora escolha, ou você vem comigo ou levo a menina de volta!

Sem pensar duas vezes, eu disse:

- Não faça nada com a Gabi!!!! Por favor!!! E me deixei arrastar para o carro.

De dentro do carro, Samuel gritou:

- Levarei a Carolina para ter certeza de que não irão me perseguir!!

Gabriela olhava tudo assustada e se encolheu no colo de minha mãe.

Olhei para Fabiano e sinalizei para ele o nosso sinal de amor eterno. A sensação que eu tinha é que talvez pudesse ser a última vez que o veria.

Na estrada, Samuel corria feito louco, e eu pedia desesperada que andasse mais devagar. Ele ria e dizia:

- Relaxa meu amor!! Aproveita a viagem!!!!!!

Eu suava frio dentro do carro, a velocidade aumentava cada vez mais. A polícia nos perseguia e eu torcia para que um milagre acontecesse e aquele carro fosse interceptado pela polícia.

Resolvi fechar os olhos, mas tive que abri-los com o grito de Samuel:

- Pára de rezar!!! Aproveita a viagem! Já disse!

Eu chorava e pedia para que ele andasse mais devagar. Uma buzina chamou minha atenção e eu gritei. Samuel tentara uma ultrapassagem arriscada que acabou fazendo com que o carro capotasse. Fechei os olhos e pedi a Deus  que eu sobrevivesse àquele inferno para cuidar de minha filha ainda tão pequena.

As últimas cenas que eu me lembro de ter visto ainda nos sentidos da carne, foram os policiais me retirando de dentro do carro devido ao forte cheiro de gasolina e o carro se incendiando. Adormeci.

 

 

 

 

 

 

:: Postado por Aninha Barreto às 20h45
::
:: Enviar esta mensagem

 

CAP. 31 – MOMENTOS DE ANGÚSTIA

 

 

Dois dias se passaram sem que Samuel desse notícias de minha filha. A minha angústia já não cabia mais dentro de mim. Entrar no seu quarto e ver suas coisinhas paradinhas me dava desespero.

Eu não podia acreditar que estava vivenciando esse pesadelo, afinal, como podia o pai seqüestrar a própria filha ???? Será que ele não era capaz de sentir um mínimo de sentimento ???

Meus pais se hospedaram em meu apartamento e meu pai tomou as rédeas da negociação com Fabiano. Minha mãe fazia de tudo para me manter calma, mas era impossível deitar a cabeça no travesseiro sem saber como estaria a minha filha ?? a filha por quem eu deixei tudo e que agora me era tomada violentamente! E justamente por quem nunca quis saber dela!

Vendo minha aflição cada vez mais crescente, Fabiano me dispensou do serviço no banco e minha mãe me chamou para conversar:

- Ótimo! Era tudo o que eu precisava! Lavar roupa suja com a minha filha desaparecida!

Mas para minha surpresa, minha mãe tinha algo bom a me dizer. Depois de me olhar nos olhos como ela fazia nos meus tempos de criança, ela começou:

- Minha filha, eu sei que temos agido errado com você nos últimos anos! Não aceitamos sua gravidez e nem atentamos para o fato de que você não era mais uma adolescente! Era uma mulher feita, independente e que há algum tempo já não dependia de nós!

Eu estava esgotada emocionalmente e não consegui segurar as lágrimas que já começavam a rolar pelo meu rosto. Minha mãe me abraçou e me disse:

- Perdão! Perdão filha por tê-la abandonado quando mais precisou de mim!

Eu não agüentei mais. Abraçada a ela eu chorava e dizia:

- Cadê a Gabi mãe ?????? Eu não agüento mais tanta espera!!!! Isso está me matando!!!!

Ouvimos o telefone tocar e meu pai correu para atender:

- Alô ?! Não, aqui é o pai dela! Por favor, devolva a nossa neta!!!!!

A conversa ainda se prolongava no telefone da casa quando o meu celular toca e vejo que é Fabiano. Resolvi atender o telefone em prantos:

- Querido! Samuel está no telefone com meu pai! Por favor, vamos entregar tudo pra ele! Eu vou para um hotel, mas vamos entregar tudo o que ele quiser! Mas eu quero a minha filha de volta!

Ao desligar o telefone o meu pai diz a conclusão da conversa:

- O resgate está negociado!

 

 

 

 

 

 

:: Postado por Aninha Barreto às 20h42
::
:: Enviar esta mensagem


Ana Paula Barreto Nascimento
25 anos

Campo Grande - Mato Grosso do Sul Apaixonada pelas histórias da vida real
Gosto de escrever sobre sentimentos
De amores que deram certo
E dos amores que ainda vão dar certo

***

Carolina é uma mulher de 27 anos que muda de cidade para assumir um trabalho novo.
Durante a mudança, sua filha Gabriela encontra seus diários de menina.
Acompanhe a trajetória dessa mulher e suas lembranças...

Eu acredito que sempre haverá
tempo para recomeçar
Sendo assim, eu posso tentar
Sorrir todos os dias!!

::Link meu blog::

Copie o código:


::Histórico::



- 25/11/2007 a 01/12/2007
- 18/11/2007 a 24/11/2007
- 11/11/2007 a 17/11/2007
- 04/11/2007 a 10/11/2007
- 28/10/2007 a 03/11/2007
- 21/10/2007 a 27/10/2007
- 14/10/2007 a 20/10/2007
- 07/10/2007 a 13/10/2007
- 27/05/2007 a 02/06/2007
- 20/05/2007 a 26/05/2007
- 29/04/2007 a 05/05/2007
- 15/04/2007 a 21/04/2007
- 25/03/2007 a 31/03/2007
- 04/03/2007 a 10/03/2007
- 18/02/2007 a 24/02/2007
- 11/02/2007 a 17/02/2007
- 04/02/2007 a 10/02/2007
- 28/01/2007 a 03/02/2007
- 21/01/2007 a 27/01/2007
- 14/01/2007 a 20/01/2007
- 24/12/2006 a 30/12/2006
- 17/12/2006 a 23/12/2006



::Sites::



- UOL - O melhor conteúdo
- BOL - E-mail grátis


::Votação::



- Dê uma nota para meu blog


::Indicação::



Vote no meu blog!



::Créditos::